A temperatura da água danifica o cabelo?

Saiba quando e porque alterar a temperatura da água para proteger o seu cabelo ou conseguir melhores resultados em tratamentos.

Com a chegada do inverno, os banhos quentes acabam sendo a alternativa mais fácil e gostosa de conseguir conforto térmico. Mas, certamente, você já ouviu falar que água quente pode danificar o seu cabelo, o que não deixa de ser verdade. O que acontece é que banhos quentes frequentes e demorados acabam eliminando uma camada de oleosidade natural que serve de proteção para nossa pele. Com o ressecamento, provocado pela água quente, as glândulas sebáceas do couro cabeludo deixam o cabelo mais oleoso e propício ao desenvolvimento de fungos que causam a caspa, por exemplo. O ideal, então, é que você evite sempre água em temperatura muito elevada.

Isso não quer dizer, entretanto, que apenas a água fria é boa para o seu cabelo. Pelo contrário, dependendo do objetivo, a água morna pode ser a sua melhor amiga na hora de cuidar das madeixas. Para explicar melhor, é preciso que você entenda um pouco da estrutura dos fios. Cada fio possui uma camada mais externa chamada cutícula, formada por um conjunto de células agrupadas e achatadas que têm a função de proteger o córtex e a medula, outras duas partes da estrutura. Quando as cutículas estão abertas, a parte interna do fio está desprotegida e mais suscetível a danos. Nesta situação, seu cabelo perde hidratação e pode quebrar facilmente. Quando as cutículas estão fechadas, o cabelo ganha brilho, maciez e fica mais maleável.

A temperatura da água tem influência direta na abertura ou fechamento das cutículas. Enquanto a água morna tem o poder de abrir esta camada e expor córtex e medula, a água fria faz o contrário, deixando o cabelo mais protegido. Sabendo disso, você pode utilizar a temperatura da água a seu favor. Cabelos virgens, quando bem cuidados, geralmente possuem a cutícula fechada. Para fazer algum tratamento químico neles, o ideal seria lavá-los, antes, com água morna, assim as cutículas se abrirão e o tratamento químico será mais eficaz. Depois que o produto já fez o efeito, o procedimento seria, então, lavar o cabelo novamente com água fria, para que as cutículas se fechem e a química deixe de agir na parte interna dos fios. No dia a dia, no entanto, a dica é sempre preferir lavar os cabelos com água fria mesmo. Seus fios agradecem. 😉

Gostou da nossa dica de hoje? Então compartilha este conteúdo nas suas redes sociais e volte sempre ao nosso Blog para ficar por dentro de outras dicas como esta, além de informações e novidades quentíssimas do mundo da beleza.

Seja o primeiro a receber AS NOVIDADES